terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Capítulo 45: Um mês depois

Um mês Depois...


Michael prometeu que iria afastar-se, e cumpriu a promessa. Se mudou para um pequeno apartamento alugado, não muito longe da casa de Vovó, eu possuía seu endereço e seu telefone, mas nunca fui até lá e nunca mais falei com ele.
As coisas estavam ruins, e as pessoas começavam a notar. Todos os dias, eu levantava cedo para o trabalho e me olhava no espelho, não reconhecia mais o reflexo da jovem de expressões tristes.
Ela tinha a pele pálida, os leves tons de rosa de suas maçãs do rosto não eram mais notáveis, sua boca era agora levemente curvada para baixo dando-lhe um ar ainda mais tristonho.
Os cabelos ruivos agora estavam embaraçados e caiam ao lado do rosto fino.
Os olhos verdes, agora pareciam apagados e sem brilho, estavam um pouco vermelhos e inchados, denunciando o recente choro. Olheiras os circulavam.


Durante o dia, enquanto se mantia ocupada, quem a via poderia até vê-la feliz, ela poderia até sorrir, mas era apenas uma fachada que construía, uma fachada quase intacta e quase inquebrável. Porém durante a noite, a fachada tornava-se inútil e ela tinha que lidar com um pesadelo que a perseguia a um mês.
Quando deitava-se para dormir, sentia a dor perseguindo-a sorrateiramente.
Ela chorava, silenciosamente, abafando as lágrimas no travesseiro. Todas as vezes, sentia seu coração sendo estilhaçado em mil pedaços, pena que ela não podia abaixar-se para juntar os estilhaços.

2 comentários:

Gabriel Duarte disse...

Muito Obrigado, por visitar e comentar no Meu blog fico grato pelo elogio, conto com o seu apoio para crescer e motivar minhas idéias e meu blog,Grato

http://gabriellduarte.blogspot.com/

Alinne disse...

Nossa que triste =/, eu perdi muuitos capitulos, e estou meia perdida, mais deu pra entender, não vou perder o proximo capitulo! beeijo