quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Capítulo 44: Afinal não era para Sempre

Quando chegamos em casa eram pouco mais de seis da tarde, depois de comer, tomei um banho com certas dificuldades por causa do gesso e dos pontos.
Depois,fui para o meu quarto e me deitei.Eu não havia visto Michael ainda.
Minha cabeça girava, em minha mente, os fatos que ocorreram eram peças de quebra cabeças soltas e embaralhadas, eu tinha de organizar e colocar tudo em seu lugar para começar a refletir, mas não conseguia.
Afinal, o que havia acontecido hoje? Essa pergunta se fixou em minha mente e eu a repetia várias e várias vezes.
O que foi aquela garota ruiva que eu vi sendo atropelada várias vezes antes de chegarmos a biblioteca? Revirei minha mente a procura de uma resposta e conclui que fora uma visão, afinal, a garota ruiva era eu e a cena que eu vi acabou se concretizando.
Naquele instante meu quarto foi iluminado por um forte clarão vindo da janela, e logo em seguida, um forte estrondo de um trovão me fez estremecer.
Levantei-me e fui até a janela, escancarei-a e olhei atentamente a chuva que caía. Concretizei em minha mente,uma imagem de uma noite sem chuva, as estrelas e a Lua brilhando e as nuvens se dissipando, quase que instantaneamente a chuva começou a diminuir e parou, uma brisa gelada soprou as nuvens e estas começaram a se dissipar como eu havia imaginado. Era maravilhoso ter esse dom, poder interagir com o ambiente e a natureza a sua volta, mudar o clima de acordo com sua preferência.
"Não gosta de chuva?"
Virei-me um pouco assustada e vi Michael parado na porta, um sorriso forçado e ironicamente triste o deixava com aparência cansada.
"É que eu gosto de observar a Lua." - respondi virando-me novamente para a janela evitando-o. 
Ele se aproximou e parou ao meu lado, eu ouvia sua respiração,estava pesada e fora de ritmo, esta era uma das poucas vezes em que vi Michael inseguro.
"Temos que conversar Emanuelle."
"Eu não tenho nada a dizer."
"Preciso explicar..."
Virei-me e o observei longamente:
"Eu já entendi Michael."
"Não!" - ele insistiu - ''Escute eu preciso explicar. Eu estava esperando você voltar para conversarmos com Antonietta, quando ela ouviu você se aproximando, me beijou! Eu a empurrei, você viu isso! Mas então quando eu me virei, você estava ali, assustada, e não me deixou explicar..." - ele fez uma pausa e enxugou ao que me pareceu, uma lágrima - "Por favor. Por favor, acredite em mim."
Mordi o canto do lábio tentando me controlar mais, pois eu já estava chorando.
"É tudo que eu quero neste momento, acreditar em você é o que eu quero mas...não consigo." - abaixei a cabeça e chorei.
Permanecemos em silêncio alguns minutos. Depois de ter pensado em tudo o que dizer olhei para ele:
"Sabe, é difícil acreditar em você." - eu sabia que minhas palavras eram duras e que estavam machucando-o mas continuei - "Além disso, ela já foi sua namorada, não confio mais nela agora, não por causa disso mas, porque sei que ela está junto com Jhon.Coloque-se no meu lugar..."
"Ei! Ela foi, foi, e nunca mais será minha namorada e nunca mais fará parte de minha vida! Como pode duvidar assim de mim? Acha mesmo que eu a machucaria desse jeito? Eu sei como é essa dor,  não faria você sentí-la! Nunca!"
"Não podemos mais ficar juntos." - retirei de meu braço a pulseira que ele me deu no dia em que começamos a namorar e estendi na direção dele - "Fica pra você."
"Não! Por favor,podemos resolver isso, podemos dar um tempo, pense um pouco mais!"
Balancei a cabeça negativamente.
"Certo, mas eu quero que saiba que a única coisa que eu quero é que você seja feliz." - ele segurou minha cabeça para olhar em meus olhos e enxugou uma lágrima que caía - "E eu sei que neste momento eu te causo tristeza, então, acho que preciso me distanciar.".
Ele me deu um beijo na testa e saiu fechando a porta atrás de si.

8 comentários:

Patrícia Quel disse...

Oi, Quel,... Saudades!!!
Obrigada pelo elogio tão carinhoso em meu blog...
Você é uma querida que tem as palavras embutidas no seu DNA...
Bjs! e Feliz 2011!!!

Gabriel Duarte disse...

Muito Obrigado pelo elogio, seu blog também está ótimo, muito Obrigado por me seguir, e Comentar, FELIZ ANO NOVO.!

Natália disse...

noos, super emocionante, amo suas postagens :D
Ah, eu já coloquei o seu link no meu blog, e não se preocupe, quando você conseguir você coloca meu banner ;D
Beijos, muito sucesso pra você !

Gideany Maiara disse...

Oi. Passei pra desejar um Feliz ano novo;
X.O.X.O
mywordfashion.blogspot.com
baiiuka.blogspot.com

Deni Maciel disse...

Seu post mto revigorante e interessante.
parabens
e venho tbm dizer ou melhor
desejar um ótimo ano novo
uma passagem d ano feliz e unica..
q 2011 seja bm melhor q 2010
e conquiste o q desejar..
ou q adiante os processos pra essa conquista.
abraços e até um dia.

o
www.bocadekabide.blogspot.com
agradece o carinho *-*

Is3a disse...

Woow, achei interessante msm, nao acho (e nem deve) terminar a historia agora haha' mas o final foi bem imprevisivel adorei, isso mostra qt o michael tinha amor por ela (=
obrigada pelo elogio, fico mto feliz q esteja gostando da historia .. Ate mais!
http://garotadesigual.blogspot.com

Cristian Ross disse...

Nossa tu tens as mãos nagicas teus textos são ótimos!

Gabriel Duarte disse...

Expêriencia Aleia (Novo post no blog) passa lá ?http://gabriellduarte.blogspot.com/