sexta-feira, 16 de julho de 2010

Você mora aqui! Capítulo 15

A viagem durou mais algumas horas, eu não aguentei e dormi, encostada no ombro de Michael, sem perceber, quando acordei com a aeromoça informando-nos que iríamos pousar, pedi desculpas a Michael e ele deu risada.
"Por que está rindo?"
Ele riu novamente:
"Você é engraçada dormindo, só isso..."
"Como assim, engraçada?"
"Você fala, dormindo..."
Ele caiu na gargalhada e eu fiquei um pouco preocupada, talvez eu tenha dito algo que não devia!
"O que eu disse?"
"Bom, você falou algo muito enrolado não deu pra entender direito, mas depois disse..."
"O que eu disse?"
"Você disse: Você Michael!"
Fiquei gelada, mais branca do que eu já era, mas no mesmo instante, meu rosto queimou e percebi que estava vermelha...e pelo visto não fui a única a notar:
"Você está corando..." - informou-me ele, no meio de risadinhas.
"É eu percebi que meu rosto estava quente..."
Isso só fez com que ele caísse mais ainda em risadas.

O avião pousou sem dificuldades, pegamos um táxi numa avenida próxima ao aeroporto, e pegamos um táxi até uma região de campos em Roma, onde cituava-se a casa de Evangeline.
Demoramos uns 20 minutos pra chegar, dividimos a viagem em 3 e cada um pagou um pouco.

A casa era linda, porém não muito grande, havia uma varanda com algumas mesinhas, provavelmente servia para minha Avó tomar chá ou tricotar, ou algo que as Avós fazem para matar o tempo.
Havia um quintal grande com um lindo gramado bem cuidado.
Vovó foi na frente e destrancou a porta, a casa não era grande, mas como era bem dividida parecia ser muito organizada. Na verdade era um sobrado, na parte de baixo havia a sala, a cozinha, a sala de jantar e um pequeno banheiro.
A mobília era toda em tabaco, e no corredor que saia da sala e ia em direção ao pequeno banheiro, havia uma escada para a parte de cima, uma escada no estilo caracol, de madeira com a cor tabaco também, para combinar com a casa.
"Vamos Emanuelle, quero te mostrar o resto da casa." - disse Vovó subindo a escada.
Eu sorri e subi atrás dela:
"Com licença."
Michael deu mais uma risada, ele estava muito engraçadinho aquele dia:
"Não precisa pedir licença, você agora mora aqui!" - ele aproveitou que Vovó estava de costas para nós e desenhou um coração no ar.
Sorri para ele, eu havia entendido a ambiguidade...

7 comentários:

quesyyah disse...

tem um selinho para vc no meu blog, está na página de selos ok? bjo*

http://garotasing.blogspot.com/

Isabela♥ disse...

Gostei do texto.Bem criativo. *-*

Segue meu blog?
E quem sabe pode até haver uma parceria,néé?

Bessos Bella♥

www.vida-de-garota-brasil.blogspot.com

Mmuuhh disse...

Oiiie obrigada pelo selinho *--*

Parabéns pelo blog xD

Sigam e comentem : http://mmuuhh.blogspot.com
e no twitter @rayanesousas e @mmuuhh

biannahbarroos disse...

oooie,adoreei seeu bloog e tô te seguiindo :D,me paassa teeu msn pf,queeria te perguuntar umas cooisa'
beeeijosur

Lêeh Araújo disse...

Oie linda obrigada pelo selinho ...
só não o postei pq já recebi ok?? mas vou fazer uma pagina so com selinhos e quem me indicou pra tal ok ??
bjus
seu blog ta o maximo ameii

ireii seguir beijinhos

мαясєllα Ϟ disse...

oi..adorei o blog..muito linddo
e vc escreve muiito bem !
jáh toh seguindi =)
bjos*

www.marcellagiroldo.com
quando pudeh passa lá no meu blog tb!

naah aborrecente disse...

olá to seguindo teu blog segue o meu tb http://naahcoisademenina.blogspot.com