sábado, 29 de maio de 2010

Carta: Capítulo 2

Como tenho mais de 18 anos, sou considerada de maior, e obrigatóriamente abandonei o orfanato e aluguei um pequeno apartamento.
Foi um pouco triste deixar aquelas crianças naquele orfanato frio, isolado do mundo que uma criança realmente deveria crescer.


Eu estava voltando do supermercado quando o porteiro do prédio me chamou:
"Emanuelle! Encontrei isto, aqui diz que é para você."
Ele me entregou uma das cartas mais estranhas do mundo, sem remetente e sem destinatário, apenas escrito em letras á mão: Para Emanuelle:
" Emanuelle, sei que muitas coisas estão acontecendo em sua vida...e que você está muito confusa..Acalme-se, hoje, tirarei todas essas dúvidas de sua mente"

Dobrei a carta e guardei-a em meu bolso.
"Obrigada Sr. Wilson, se alguém quiser subir pro meu apartamento, avise-me antes, por favor."
"Pode deixar faço isso sim."
"Obrigada."
"Foi um prazer Emanuelle."


Subi pro meu apartamento, tomei uma ducha e preparei um chocolate quente com canela...
Eu não fazia a mínima idéia de quem seria esta pessoa, todos os meus amigos ficaram no orfanato e minha família...
Bom só me resta esperar...

6 comentários:

Lêeh Araújo disse...

Nossa show amei de verdade estou te seguindo gata seu blog ta muito lindaa ♥
beijao
seguee??
http://umquepebranco.blogspot.com
e
http://seven-in-seven.blogspot.com
beijos

Quel... disse...

Muito obrigadaa gataa...

Ivie disse...

Perguntinha, esse blog é uma história verídica ou fictícia?
--> Passa aê: http://ivie-mistureba.blogspot.com

;D disse...

Amr, tem um selinh pra vc no meu blog ;D
http://reino-de-copas.blogspot.com/p/creditos.html

Cherry Snow disse...

olá adorei seu blog, segue o meu?
http://cerejadeneve.blogspot.com/
obrigadona :), comenta lá.

Quel... disse...

Iivie é uma história fictícia criada por mim! Bjuus ;-*